Jundiaí, Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019

Conforto a Suzano


A interrupção de 10 vidas na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, traz a tona a fragilidade que o ser humano está passando. Nossas orações são necessárias neste momento.
 

Por Édi Gomes
Jornalista
E-mail: gomes.edi@gmail.com

Lágrimas em um dia 13 de março...
 
Desde o início do ano de 2019 muitas tragédias ocorreram em nosso planeta. O campo vibracional nunca esteve tão sobrecarregado com muitos desencarnes, provocando um sentimento de desespero coletivo nas diferentes nações. 
 
O mais recente aconteceu em um dia de representação cabalística para os espiritualistas: 13. Nesta data a vida de sete pessoas foi interrompida de forma brutal na Escola Estadual Professor Raul Brasil, na cidade de Suzano, aqui no Estado de São Paulo.
 
Eram alunos, funcionários, pessoas que tiveram um ponto final em suas histórias terrenas, pelas armas da dupla de ex-alunos Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro, que após a chacina, também acabaram mortos. A pergunta que fica no ar é: qual o motivo por abreviarem a vida de inocentes?
 
Talvez a resposta lógica nunca será conhecida. Muitos “especialistas”, desde os primeiros instantes, tentaram esmiuçar os motivos. A nós, umbandistas e candomblecistas, a única certeza que temos é da necessidade de formar uma corrente de orações e vibrar ao Pai Oxalá conforto aos corações dos familiares e amigos destas vítimas.
 
Tragédias sempre causam uma comoção coletiva. Corações se unem, solidariedade brota e a Fé se torna linguagem universal. O abraço, uma condição de preencher, por momentos, aquela lacuna que ficou por quem partiu de nossas vidas.  
 
Serão dias difíceis até que a normalidade volte a acontecer em Suzano, principalmente na Escola Estadual Professor Raul Brasil. Os Templos, Terreiros, Casas de Oração, Igrejas, entre outros locais sagrados de exercício da Fé, independente dos seus dogmas, têm a missão de confortar os muitos corações envolvidos neste ato violento, além de promover a vibração necessária para que o horizonte daquele município fique receptivo às ações das forças espirituais.
 
Ficamos na busca dos motivos destas partidas repentinas, de futuros interrompidos, mas temos que acreditar que Oxalá precisava destes irmãos ao seu lado para promover as mudanças de corações duros aqui na Terra.